quarta-feira, 4 de julho de 2018

MDB ANUNCIA QUE REPASSARÁ PARA CADA CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL R$ 1,5 MILHÃO E AOS CANDIDATOS AO SENADO R$ 2 MILHÕES


Resultado de imagem para bolso cheioPré-candidatos a Deputado Federal e ao Senado pelo MDB, antigo PMDB, que concorrem a reeleição já comemoram e aguardam ansiosos o momento de poder registrar suas respectivas candidaturas e sair de bolso cheio.

            Segundo divulgação da propria Executiva Nacional do MDB, foi decidido que os R$ 234 milhões de reais que o partido ganhou do Governo Federal (através do Fundo Especial de Financiamento de Campanha) para torrar na campanha eleitoral deste ano, serão divididos entre os candidatos a Deputado Federais (R$ 1.500.000,00 cada) e para os candidatos ao Senado (R$ 2.000.000,00 cada) além de uma cota extra (30%) para as mulheres que serão candidatas.

            Mas calma, o pote não é para todos... Em clara demonstração que quem tem mais valor para o partido são os que já estão com mandato, este dinheiro será repassado somente para quem está na busca pela reeleição, como a maioria dos membros do Diretório Nacional que já são senadores e deputados Federais.

            Estranho é que, para o cargo de Presidente da República a campanha não será feita com esse dinheiro, demonstrando que o Fundo Especial criado não mudará tanta coisa, pois a busca por recursos e patrocínios para a campanha presidencial continuará seguindo firme e ao que tudo indica, empresários logo-logo receberão suas mordidas, ou será que o MDB já nasceu noiva como tem sido ao longo das décadas o antigo PMDB?

Resultado de imagem para financiamento publico de campanha            Outros que ficaram fora foram os candidatos ao governo de estado, que terão que “pedir penico” do fundo eleitoral por escrito junto aos diretórios regionais. A eles restará R$ 54 milhões.

Segundo o Senador Romero Jucá – Presidente do MDB "A prioridade do partido é eleger deputados federais e senadores. E a prioridade do Fundo Eleitoral e do Fundo Partidário é financiar essas candidaturas." Antigamente a prioridade dos partidos e dos políticos era o povo, o desenvolvimento do País, mas segundo as palavras do Jucá, não irão medir esforços para eleger seus representantes, depois é depois, o povo é o povo.

Em mais uma manobra política, o MDB encontrou uma forma de utilizar além do Fundo Eleitoral, o Fundo Partidário para bancar campanhas, assim irá repassar uma graninha extra aos diretórios regionais. Cada Diretório irá receber a bagatela de R$ 600.000,00 que será acrescida de mais 3 parcelas referentes ao número de eleitores e à quantidade de deputados estaduais e federais em cada Estado.

"Qualquer R$ 1 milhão de candidatura a presidente tira (dinheiro) de uma série de possíveis candidatos a deputado estadual e não vai surtir efeito. O que vai surtir efeito para um candidato a presidente é meio de comunicação, tempo de televisão, rede social e os principais cabos eleitorais, que são os candidatos à reeleição de deputado federal, senador, governador....". "Em vez de colocar a distribuição (do dinheiro) na mão de um candidato a presidente, o que não é tão democrático, optamos por um critério em que o próprio partido faça essa distribuição." Disse o líder do MDB no Senado, senador Ramez Tebet

Pelo visto as jogadas políticas, favorecimento diferenciado, dois pesos e duas medidas já estão valendo antes mesmo de começar a campanha eleitoral, seria esta a  nova velha marca registrada do novo MDB?

terça-feira, 26 de junho de 2018

EMPRESÁRIO ACORDA A TEMPO E ASSEGURA: "A MELHOR VENDA QUE FIZEMOS, FOI A DA PRÓPRIA EMPRESA"



            Esta é a realidade brasileira. Este empresário, ex-dono da Pisoforte acordou a tempo, pensou em viver sua vida enquanto tem saúde, teve a felicidade de pensar em si e ser saudavelmente egoísta, pensou em sua vida, sem a imposição de um pensamento decorrente de uma cama hospitalar ou a proximidade da morte prematura causada por um possível infarte produzido por tantas forças contrárias como as quais ele cita em seu zap. Este é e será cada vez mais o destino de muitos empresários espertos que desprendem-se da ganancia de querer acumular fortunas durante toda a vida e quando se dão conta, é tarde demais, esqueceram de viver a própria vida.

            Quem perde com isso é a classe mais desprovida, aquela que movimenta uma empresa, os assalariados, porque na absoluta maioria das negociações industriais, quem compra uma indústria, traz consigo novos equipamentos e tecnologias, como consequência, acaba por demitir muitos trabalhadores. Mas os culpados não são os empresários que estão tomando tais atitudes, é o sistema (leis trabalhistas que favorecem o malandro, excesso de BURROcracia, elevada carga tributária e as propinas que movimentam o sistema falido do Estado).

               Enquanto isso continuar acontecendo, vamos entregando nossas riquezas ao capital estrangeiro que, sem pestanejar, exportará para seu País o “filé mignon” enquanto nós, produtores ficaremos com a “muxiba” ou segunda qualidade.  Só estamos colhendo o que permitimos que fosse plantado...

Após post viralizar, dono da Pisoforte resolve falar: “Porque vendi minha empresa” (Veja o Vídeo CLICANDO AQUI) - 


quinta-feira, 21 de junho de 2018

É FANTÁSTICO!!! ENQUANTO BARRA VELHA NOVAMENTE É EXPOSTA DE FORMA NEGATIVA NA MÍDIA ESTADUAL, VEREADOR DE SÃO JOÃO DO ITAPERIU FAZ POLÍTICA SÉRIA E APRESENTA RESULTADOS


Resultado de imagem para vereador sandro jarozinski sao joao do itaperiu
Vereador Sandro Jarozinski
      Enquanto a maioria dos vereadores de Barra Velha aprovam em primeiro turno o projeto que autoriza o NEPOTISMO (contratação de parentes) e expõem negativamente o município na mídia estadual, o vereador Sandro Jarozinski de São João do Itaperiu não perdeu tempo e correu atrás de recursos financeiros e investimentos que estão se traduzindo em melhorias para a capital catarinense da carne e todos seus moradores.

            Duas cidades tão próximas e situações tão diferentes, se em Barra Velha vereadores dedicam tempo para garantir apadrinhamento político e emprego para seus familiares, em São João a situação é diferente e o vereador busca recursos financeiros, parcerias, melhorias e novos investimentos para fazer o município se desenvolver e crescer de forma correta.

            Graças ao desempenho do Vereador Sandro Jarozinski e o PSDB de São João do Itaperiu, a população em breve irá receber novos investimentos e melhorias, sendo eles:

      R$ 170.000,00 para aquisição de uma AMBULÂNCIA, fruto da Emenda Parlamentar do Senador Paulo Bauer.

Imagem relacionada         R$ 100.000,00 para manutenção e melhorias nas Unidades de Saúde - Emenda Orçamentária do Deputado Marco Tebaldi e,

      R$ 100.000,00 para investimentos na Agricultura, mais uma Emenda apresentada e contemplada pelo Deputado Federal Marco Tebaldi

            “Estas são mais três importantes conquistas que estamos trazendo para São João do Itaperiu através do apoio do Deputado Federal Marco Tebaldi e do Senador Paulo Bauer. Este é o resultado da dedicação, empenho e muito trabalho que contou com o apoio do nosso partido. Em breve estaremos colhendo estes "frutos", mas tamanha dedicação só será completa quando a população estiver atendida e satisfeita”. Disse o vereador Sandro Jarozinski que completou “já iniciamos novos trabalhos, novas frentes de atuação, nossa luta é por toda a população e por todo município, em breve estaremos anunciando novas conquistas”.

            Parabéns ao Vereador Sandro Jarozinski que tomou a brilhante iniciativa pela busca por recursos e investimentos, quiçá todos os vereadores dessem contribuição semelhante, certamente os municípios estariam em situação muito melhor e a população, com muito mais qualidade de vida.


terça-feira, 19 de junho de 2018

NEPOTISMO EM BARRA VELHA - SC


Resultado de imagem para nepotismo            Na semana passada, vereadores do município de Barra Velha aprovaram em primeiro turno, uma Emenda a Lei Orgânica do Município autorizando o Nepotismo (emprego de parentes do Prefeito, Vice-Prefeito e Vereadores) no âmbito da Prefeitura, suas Secretarias e Fundações.

            Muito já foi discutido sobre o nepotismo em todo o País, mas até hoje não há uma decisão terminativa, tanto que, sempre que entra na mesa de discussões, gera polemica e não se encontra consenso. O caso é tão complexo que há juízes e decisões que aceitam determinadas situações e outros que são radicalmente contrários a qualquer emprego de parentes até terceiro grau.

            Dispensando comentários que já acaloram as redes sociais e tomam conta das ruas do municipio, vou apenas me ater em um comentário e ponto de vista pessoal conforme segue:

            “Ser radicalmente contrário ao emprego de parentes de Prefeito, Vice-Prefeito, Vereador ou ainda, entre secretários ou cargos comissionados (entre si), não reflete o nosso ponto de vista e entendimento. Porém, somos totalmente favoráveis a implantação de critérios rígidos de escolha e aprovação para que tais cargos sejam ocupados por pessoas devidamente capacitadas e competentes.

Imagem relacionada            Mas então vocês apoiariam a votação favorável a aprovação do projeto?

            Não!!! Não apoiaríamos a aprovação da forma que foi remetida para votação e aprovada pela maioria dos vereadores de Barra Velha.

Votaram favoráveis ao nepotismo os vereadores:

Alex Palmital-PSD (Presidente da Câmara), Dr. Jorge-PSD, Mauricio Simas-PSD, Marcelo Nogarolli-MDB, Eduardo Perez – Tainha-PPS e Marciel Berlim-PSB e,

Contrários a aprovação os vereadores: Juliano Bernardes-MDB, Thiago Pinheiro-PSB e Manoel Bernardina-PP.

            Explicamos: Em nosso modesto ponto de vista, o que aconteceu foi uma falha na descrição do Projeto, falha na análise dos parlamentares e falha em suas respectivas assessorias que deveriam terem alertado seus chefes (vereadores) sobre o que poderia ser feito e iria acontecer, pois se estavam pretensos pela aprovação, sem ouvir o clamor das ruas que é em sua maioria contrária ao nepotismo, que pelo menos estabelecessem critérios rigorosos de avaliação e separação do profissional do mero oportunista servidor recebedor de salário.

            Uma melhor avaliação, levando em conta critérios específicos como conhecimento técnico ou experiência profissional, podem ser formas de seleção. Diploma ligado diretamente a função pretendida também. Mas como promover tal “peneira” empregatícia ainda mais quando se trata de parentes de “autoridades” temporárias, muitas vezes inflamadas pelo “poder da caneta” ou do voto frente ao parlamento municipal?

            Nossa modesta sugestão, seria no sentido de que, se querem alterar a Lei Orgânica e instituir a "legalidade" ao nepotismo no municipio, que o façam, mas o façam de forma mais complexa impondo os critérios acima descritos e que o pretenso  ou pretensa ocupante ao cargo envolto neste nepotismo, seja avaliado em uma sabatina formada por gestores efetivos do órgão pretendido, por membros indicados pelo Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Publico do Municipio, por profissionais liberais devidamente inscritos e identificados, (escolhidos por sorteio), representantes de Associações, além dos vereadores que poderão fazer suas interpelações e questionamentos.

Imagem relacionada
Talvez assim, com critérios mais profundos de avaliação, conhecimento e capacidade, os servidores postulantes a cargo indicado que pertençam ao quadro favorencendo-se da prerrogativa do nepotismo, pelo menos possuam as qualidades e conhecimento técnico exigido para exercício da função e não simplesmente pelo fato do parentesco.

            Da forma que foi aprovado, ao que se vê, pode se tornar um grande problema em um futuro próximo. Sabemos que a Lei poderá ser utilizada como “moeda de troca”, manipulação, favorecimento e outros benefícios que certamente acabarão por burlar a moralidade das ações destes que são conhecidos como representantes do povo, portanto, evitar chegar a tal ponto, seria a forma mais prudente e sensata na atitude a se tomar. Certamente será um problema muito maior do que se imagina até mesmo para o primeiro beneficiado, o próprio prefeito.

sexta-feira, 8 de junho de 2018

PRESIDIÁRIO TERÁ PRIVILÉGIOS QUE MUITOS EMPRESÁRIOS HONESTOS NÃO TEM


         Se vocês acharam que já viram de tudo nesta vida, aqui vai mais uma da série inacreditável...

O que você diria se um presidiário ganhasse pago pelo Governo Federal o direito de ter a sua disposição:

Dois motoristas particulares,
Quatro seguranças particulares (Além dos policiais que cuidam de sua cela na cadeia),
Dois assessores e,
Mais dois carros oficiais

Loucura? Até parece Loucura, mas infelizmente é a mais clara realidade! Estes são os benefícios que o Tribunal Regional Federal concedeu ao ex-presidente LULA no dia 29/05/18, pior que concedeu mesmo com Lula estando preso. E você sabe quem vai pagar a conta?

Pelo menos, porque não esperaram ele sair da cadeia para lhe conceder tamanho devaneio? Ele está lá apenas colhendo o que plantou. Isso faz parte do livre arbítrio

quinta-feira, 7 de junho de 2018

GASTOS EXCESSIVO COM FOLHA DE PAGAMENTO E APLICAÇÃO NA EDUCAÇÃO ABAIXO DO QUE A LEI DETERMINA, BALANÇAM ESTRUTURA DA PREFEITURA DE BARRA VELHA


Imagem relacionada            Enquanto escolas continuam sem cortinas e janelas isoladas com papelão, a Prefeitura de Barra Velha apresentou em sua prestação de contas que aconteceu na última segunda feira (04/04) no Plenário da Câmara de Vereadores, um resultados desanimador e evidente descumprimento ao que determina a Constituição Federal e a Lei de Responsabilidade Fiscal.
           
            Entre os principais destaques apresentados estão questões evidentes como o inchaço da Folha de Pagamento e a enorme baixa na aplicação de recursos na área da Educação.

            Os gastos com a Folha de Pagamento bateram 56,64% da receita quando, por lei, não poderia ter ultrapassado os 54%

            na Educação onde o percentual de aplicação exigido por Lei deveria ser de no mínimo 25% o percentual aplicado não chegou a 14%

            Enquanto isso a população sente a ausência de máquinas nas ruas, o aumento de buracos, a falta de investimentos, falta de novos equipamentos, construções, infraestrutura e melhorias em geral, são escassas ou inexistentes. Até mesmo a tão comemorada draga que chegou a praticamente um ano, até hoje está fora da Água, enferrujando pois não conseguiram coloca-la para funcionar.

            Por outro lado, são dezenas e dezenas de oportunidades de convênios que já passaram neste ano de 2018 e não foram aproveitadas. Mas os devaneios não param por aí, até mesmo convênios que já estavam com recursos garantidos e prestes a serem pagos foram extintos, o motivo??? Sei lá... Talvez nada mais do que EGO. O estranho é que não me lembro de ter visto nenhum vereador questionar sobre a perda ou devolução de recursos. Porque será?
Lei de Responsabilidade Fiscal não pune ninguém 
            Repasso apenas um breve descritivo que demonstra como deve ser tratado os gastos com Pessoal e na Educação:

Despesas com Pessoal: consiste no somatório dos gastos do Município de Barra Velha com os agentes públicos ativos, os inativos e os pensionistas, relativos a mandatos eletivos, cargos, funções ou empregos, civis, militares e de membros de Poder, com quaisquer espécies remuneratórias.

Segundo o artigo 169 da Constituição Federal a despesa total com pessoal ativo e inativo dos Municípios não poderá exceder os limites estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal.

A Lei de Responsabilidade Fiscal em seu Art. 20, III, por sua vez, fixa este limite para os Municípios em 60% da receita corrente líquida (artigo 19, III), sendo dividido em 54% para o Executivo (Prefeitura) e 6% para o Legislativo (Camara de Vereadores).


EDUCAÇÃO

Segundo o artigo 212 da Constituição Federal de 1988, os Municípios deverão aplicar na manutenção e desenvolvimento do ensino, no mínimo, 25% da receita proveniente de impostos, compreendida a proveniente das transferências constitucionais.

veja outras matérias no blog www.itajubaindependente.blogspot.com